Seeking an education that changes lives: The importance of the Human Dignity Curriculum

EnglishPortuguese

Education is extremely relevant for the progress of society, so it is worth paying attention to notice how school institutions have dealt with the process of education for children and teenagers.

Image available in Pixabay

In the last decades, there has been an intense debate regarding the seeking for a holistic education that values different knowledge, so as not to rank different areas of knowledge. However, it is still noticeable how difficult it is to accomplish this goal, especially when schools tend to turn to pragmatic objectives about the qualification of these individuals for the labor market, in addition to the overvaluation of certain careers over others.

Thus, the school environment may become an obstacle for the development of these students, since they understand education and school routine as difficult obligations. There is a huge disincentive to learn with the daily pressure on grades and assessments, plus the endless rush into a future career. In this scenario, students do not absorb the true meaning of education: the critical emancipation that can change their lives. For education to be emancipatory, the school must not be subordinated to the utilitarian molds that only prepare their kids for the job market. On the other hand, the school environment must emphasize the true meaning of education with critical analysis about human existence, also the understanding of oneself, and the evolution of its worldview.

From this perspective, educator Paulo Freire — one of the greatest thinkers of pedagogy in the world — highlights that education is the engine for the empowerment of society, which enables individuals to change their reality. This transformation is part of the collective struggle for the development of an interdependent society that values critical thinking. In this sense, we have to insert in school institutions the conception of a holistic education that inspires students and instructs them to respect themselves and others. Thus, education can be successful in providing a mechanism for emancipation, as defended by the pedagogue Freire. Therefore, the World Youth Alliance Latin America is proud to highlight the Human Dignity Curriculum (HDC), a program that advocates for education that transforms lives.

HDC runs from kindergarten through high school. Through the program, students come to understand who they are, and who they may ultimately become. The lessons address human dignity as intrinsic and inviolable, and deal with the quest to understand personal identity. It promotes respect for yourself and the individuals around you, so it shows how freedom is based on principles and the relationship of individuals’ behavior to human excellence. Furthermore, the curriculum favors the potential of students and it seeks to guide these children and adolescents in order to use their freedom to achieve admirable trajectories with the reaffirmation of their autonomy.

Let’s empower our youth! For more information about the Human Dignity Curriculum, visit the website. Send an email to latinamerica@wya.net and make a partnership with us to promote human dignity through HDC.

Published: December 15, 2021
Written by Anni Barreto, Project Management Intern for the World Youth Alliance Latin America.

References:

100 anos de Paulo Freire: Patrono da Educação Brasileira.

Buscando uma educação que transforma vidas: A importância do Human Dignity Curriculum 

A educação é de extrema relevância para que a sociedade progrida, por isso, vale atentar-se a como as instituições escolares têm direcionado o processo de desenvolvimento da educação das crianças e dos adolescentes. Nas últimas décadas, tem ocorrido um intenso debate sobre a busca por uma educação holística que valorize diferentes saberes, de modo a não hierarquizar distintas áreas de conhecimentos. Entretanto, ainda é perceptível o quão difícil é alcançar essa meta, especialmente quando as escolas tendem a voltar-se a objetivos pragmáticos sobre a capacitação desses indivíduos para o mercado de trabalho, além de haver a supervalorização de determinadas carreiras frente a outras. 

Imagem disponível no Pixabay

Com isso, o ambiente escolar pode tornar-se um bloqueio para o desenvolvimento desses alunos, uma vez que entendem a educação e a rotina escolar como obrigações difíceis. Há um enorme desestímulo na aprendizagem com a pressão diária sobre notas e avaliações, além da corrida infinita sobre uma futura carreira. Neste cenário, os alunos não absorvem o verdadeiro significado da educação: a emancipação crítica que pode transformar as suas vidas. Para a educação ser emancipadora, a escola não deve se subordinar aos moldes utilitaristas que apenas preparam os estudantes para o mercado de trabalho. Ao contrário disso, o ambiente escolar deve salientar o verdadeiro sentido da educação com questionamentos críticos sobre a existência humana, a compreensão sobre si mesmo e a evolução da sua visão de mundo. 

Nessa perspectiva, o educador Paulo Freire — um dos maiores pensadores da pedagogia no mundo — destaca que a educação é o motor para o empoderamento da sociedade, o que capacita os indivíduos a transformarem a sua realidade. Essa transformação parte da luta coletiva em prol do desenvolvimento de uma sociedade interdependente que valoriza o pensamento crítico. Assim, temos que inserir nas instituições escolares a concepção de uma educação holística que inspire os estudantes e os instrua a respeitar a si mesmo e ao outro. Desse modo, a educação poderá ter sucesso em proporcionar um mecanismo de emancipação, como defendido pelo pedagogo Freire. Portanto, a World Youth Alliance Latin America tem orgulho em evidenciar o Human Dignity Currículo (HDC), um programa que defende a educação que transforma vidas.

O HDC é instituído desde o jardim de infância ao ensino médio e, através do programa, os estudantes passam a compreender quem eles são e, enfim, quem eles podem se tornar. As lições abordam a dignidade humana como intrínseca e inviolável, tratam da busca por entender a identidade pessoal e, também, o respeito a si mesmo e aos indivíduos ao seu redor. O programa aborda como a liberdade está baseada em princípios e a relação do comportamento dos indivíduos com a excelência humana. Ademais, o currículo favorece o potencial dos estudantes e busca guiar como essas crianças e adolescentes podem utilizar da sua liberdade para terem trajetórias admiráveis com a reafirmação de suas autonomias.

Vamos empoderar a nossa juventude mundial! Para mais informações sobre o Human Dignity Curriculum, acesse o site. Envie um email para latinamerica@wya.net e oficialize uma parceria conosco para a promoção da dignidade humana através do HDC.

Publicado: 15 de dezembro de 2021
Escrito por Anni Barreto, Estagiária de Gestão de Projetos da World Youth Alliance América Latina

Referências:

100 anos de Paulo Freire: Patrono da Educação Brasileira